Como evoluiu o câncer que levou Bruno Covas à UTI

Após se licenciar para nova rodada de tratamento, prefeito de São Paulo foi internado em unidade de terapia intensiva. Comando da capital paulista passa para vice, Ricardo Nunes, por pelo menos 30 dias

    O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), recebeu alta da UTI do Hospital Sírio-Libanês na terça-feira (4). No dia anterior, ele havia sido intubado e submetido a tratamento intensivo após um exame detectar sangramento no local do tumor inicial de Covas. Desde 2019, o prefeito trata um câncer identificado inicialmente na cárdia, região entre o estômago e o esôfago.

    Covas foi internado inicialmente no domingo (2) para realizar exames de sangue, de imagens e endoscópico, com o objetivo de prosseguir o tratamento quimioterápico e imunoterápico, de acordo com o boletim. Foi a endoscopia que detectou o sangramento – que, de acordo com a equipe médica, está controlado. Covas também teve anemia, o que, segundo os médicos, condiz com o quadro de sangramento.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.