Como é o clube de dança com distanciamento social

Em Nova York, músico David Byrne conduz grupo de pessoas em um espetáculo interativo com regras específicas

    Temas

    Dançar em meio a uma multidão é uma das atividades mais contra-indicadas durante a pandemia. Tanto que casas noturnas e shows ao vivo estão entre as últimas atividades a serem retomadas em países que estão reabrindo depois de controlar a covid-19.

    Em Nova York, um espetáculo interativo promete resgatar um pouco da experiência de mover o corpo junto com outras pessoas. O Social Distance Dance Club (clube de dança da distância social, em tradução livre) promove sessões de dança em que os participantes ficam em pontos específicos, iluminados por luzes coloridas, enquanto ouvem música e recebem sugestões de movimentos.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.