Como os EUA empurram a chinesa Huawei para fora do mercado

Restrições impostas pelo governo e por empresas americanas tentam conter expansão chinesa, especialmente no mercado brasileiro do 5G

    O governo dos EUA, juntamente com empresas americanas gigantescas do setor tecnologia, como a Google, estão obtendo sucesso numa estratégia agressiva de empurrar a chinesa Huawei para fora do mercado global de telecomunicações.

    Essa pressão ocorre há pelo menos uma década, e atingiu seu ponto alto com uma decisão tomada em 2019 de impedir que os celulares produzidos pela Huawei rodassem aplicativos do popular software Android, adquiridos na plataforma Google Play. Com isso, os novos aparelhos da marca chinesa ficaram isolados em relação a uma plataforma tecnológica que hoje está presente em mais de 70% dos celulares do mundo.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.