Maconha legalizada: como NY tenta reduzir o impacto da proibição

Estado americano descriminaliza uso recreativo da substância com lei que prevê apoio para grupos mais afetados pela guerra às drogas

    O estado americano de Nova York vai permitir o porte e o comércio de maconha para uso recreativo. Na legislação sancionada pelo governador Andrew Cuomo na quarta-feira (31), qualquer cidadão acima de 21 anos poderá carregar consigo 85 gramas de canábis.

    A posse entrou em vigor no mesmo dia. Já o mercado legalizado da erva ainda depende de regulamentação a ser aprovada nos próximos meses. A autora do projeto é a deputada estadual Crystal D. Peoples-Stokes, líder da maioria do Partido Democrata na assembleia estadual. Deputados republicanos votaram contra o projeto, citando preocupações com segurança e saúde pública.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.