Os impactos da nova política de privacidade do WhatsApp

A partir de fevereiro, dados pessoais serão compartilhados com outras empresas do Facebook. Serviços tem queda de usuários, e especialistas alertam para possível incompatibilidade com nova lei de dados no Brasil

    Usado por cerca de 120 milhões de brasileiros, o WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas do Facebook, está sendo alvo de críticas por alterações em suas políticas de privacidade.

    Desde o dia 6 de janeiro, os usuários têm recebido mensagens com alertas de que algumas regras do aplicativo mudarão a partir do dia 8 de fevereiro. Quem não concordar com as novas diretrizes terá sua conta no serviço cancelada.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.