Por que eleições para a chefia de Legislativos costumam unir rivais

Definição de apoios para o comando de Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas, Câmara dos Deputados e Senado subverte lógica das disputas políticas do dia a dia

    No começo do ano de 2021, parlamentares de todo o Brasil escolherão nomes que vão presidir Legislativos municipais, estaduais e federais. Entre janeiro e março, haverá disputas pelo comando de Câmaras de Vereadores, Assembleias Legislativas, Câmara dos Deputados e Senado. São disputas internas que costumam seguir uma lógica diferente daquela que move campanhas eleitorais tradicionais.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.