5 pontos para entender o debate sobre a meta fiscal de 2021

O ‘Nexo’ explicou o que é a regra e por que ela gera discussão no final de 2020

    O governo chega ao final de 2020 com diversas indefinições em sua agenda econômica. As medidas de ajuste fiscal e reformas como a tributária e a administrativa – tão prometidas ao longo do ano – dão sinais de que só poderão ser pautadas em 2021.

    Além disso, a algumas semanas do fim do ano, o Orçamento para 2021 ainda não foi aprovado. Além de envolver temas como o futuro do auxílio emergencial e o cumprimento do teto de gastos, a discussão orçamentária também trouxe à mesa a ideia de meta fiscal flexível trazida pelo governo no primeiro semestre.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.