Por que testes de vacinas são parados. E qual o papel da Anvisa

Agência federal suspendeu estudos da Coronavac após morte que, segundo governo paulista, não teve relação com o imunizante. Presidente Jair Bolsonaro comemorou pausa como uma vitória

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), autarquia ligada ao governo federal, suspendeu na noite de segunda-feira (9) os testes clínicos da Coronavac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, do governo de São Paulo. O motivo alegado foi a “ocorrência de um evento adverso grave” com um dos participantes do estudo. Por ora, os voluntários não poderão mais ser vacinados.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.