Qual o saldo da fiscalização da quarentena em SP

Pesquisadores apontam que falta de coordenação entre subprefeituras permitiu que regiões da cidade com mais mortes pela covid-19 tivessem menos de uma autuação por semana por descumprimento de normas

    As medidas restritivas de circulação de pessoas, que incluíam o fechamento de atividades não essenciais, foram adotadas na cidade de São Paulo a partir de março para tentar barrar o avanço da pandemia do novo coronavírus. Até setembro, a capital paulista ainda mantinha regras mais rígidas em relação ao resto do estado, mas elas não foram fiscalizadas de forma suficiente, especialmente em regiões que registraram os maiores números de mortes pela covid-19, segundo um estudo da Rede de Pesquisa Solidária publicado em 29 de outubro de 2020.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.