Setembro amarelo: como saber quando procurar ajuda psicológica na pandemia

Estudos mostram aumento de sintomas de ansiedade e depressão na crise de saúde. O ‘Nexo’ reuniu dicas de uma psicóloga e um psicanalista para quem considera buscar apoio profissional pela primeira vez

A pandemia do novo coronavírus trouxe impactos para a saúde mental de pessoas ao redor do mundo – seja quem conviveu com infecção, mudou de estilo de vida em respeito ao distanciamento social ou precisa lidar com constantes medos e incertezas.

Médicos e psicólogos reconhecem desde o início da crise sanitária que o contexto pode ser estressante. Para eles, é normal que pessoas que nunca tiveram histórico de problemas de saúde mental vejam surgir sentimentos como tristeza, ansiedade, medo ou mesmo depressão diante do cenário inédito.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.