Por que Bolsonaro vem sofrendo derrotas no Senado

Governo foi contrariado nas votações da Lei Geral de Proteção de Dados e no reajuste aos servidores. Duas cientistas políticas analisam a relação do Planalto com a Casa

    A situação do Palácio do Planalto na relação com o Congresso Nacional mudou. Após um ano e meio sem articulação política, Jair Bolsonaro abraçou os partidos do centrão para criar uma base de apoio na Câmara dos Deputados. Já no Senado, a relação construída no primeiro ano parece enfraquecida após derrotas governistas em votações.

    Em agosto de 2020, os senadores primeiro derrubaram o veto presidencial ao reajuste do funcionalismo até o fim de 2021. O ministro da Economia, Paulo Guedes, reagiu dizendo se tratar de “crime contra o país”. Bolsonaro foi salvo pela Câmara, que restabeleceu o congelamento de salários. Mas os senadores aprovaram um requerimento para que Guedes explique sua declaração. Isso deve acontecer em 1º de setembro.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.