Como a fonte Comic Sans pode ajudar usuários disléxicos

Agora disponível nos stories do Instagram, tipo faz muitas pessoas torcerem o nariz. Mas oferece maior acessibilidade

    O Instagram liberou no início de agosto de 2020 novas fontes para textos incluídos nos stories. Uma delas é a Comic Sans, em geral odiada por designers e pelo público. Para muitos, a fonte criada em 1994 pelo designer da Microsoft Vincent Connare carece de seriedade, tem um aspecto informal ou até infantil que a torna inadequada na maioria dos contextos.

    Apesar disso, as particularidades da Comic Sans têm feito alguns usuários enxergá-la de outra forma. Seu uso pode facilitar a leitura por pessoas que têm dislexia, um transtorno de aprendizagem que afeta as habilidades de leitura e escrita.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.