Quais os questionamentos à vacina russa anunciada por Putin

Presidente do país afirma ter dado a primeira autorização regulatória do mundo para a produção de um imunizante contra a covid-19

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta terça-feira (11) ter dado a primeira autorização regulatória do mundo para a produção de uma vacina contra a covid-19.

O anúncio tem, entretanto, uma contradição: ao mesmo tempo que ele prevê o início da distribuição comercial das doses para janeiro de 2021, ele também informa que novos testes clínicos serão conduzidos em milhares de pessoas. Isso, na prática, não esclarece se essa vacina está na mesma fase que outras semelhantes, desenvolvidas mundo afora.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.