A nova campanha de difamação contra o youtuber Felipe Neto

Influenciador digital é alvo de ataques virtuais coordenados associando-o a pedofilia. Movimento acompanha suas sucessivas manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro e pautas conservadoras

    O youtuber Felipe Neto voltou a ser alvo de boatos nas redes sociais que o acusam de apologia à pedofilia. Montagens forjando tuítes do influenciador viralizaram no último fim de semana de julho, alcançando juntas mais de 20 mil compartilhamentos no Facebook até segunda-feira (27).

    As postagens atribuídas a Neto foram comprovadas como falsas por sites de checagem como Lupa e Aos Fatos. De acordo com as checagens, além de não constarem no perfil do youtuber no Twitter, os posts não foram encontrados com a ferramenta Wayback Machine, que armazena conteúdos deletados.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.