A ação do Twitter para barrar a teoria da conspiração QAnon

Plataforma anuncia eliminação de contas que promovem a ideia de que Trump enfrenta rede de pedófilos na política e em Hollywood

    O Twitter anunciou que deve eliminar contas, limitar a circulação de postagens e acionar outras medidas contra usuários que divulgam conteúdos relacionados a uma teoria da conspiração de extrema direita chamada QAnon, que tem crescido nas redes sociais.

    Mais de 7.000 perfis associados à QAnon já foram retirados do ar, segundo comunicado do Twitter feito na terça-feira (21). A plataforma também proibiu o compartilhamento de URLs sobre o tema e deve deixar de recomendar ou pôr nos trends (seção de destaques da rede) tweets com referências à teoria da conspiração.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.