Espanha: como a pandemia acelerou um programa de renda básica

Governo vai pagar benefício mensal a 850 mil famílias em situação de vulnerabilidade, como parte de iniciativa alavancada pela crise sanitária

O governo da Espanha deu início em junho de 2020 a um programa de renda mínima que vai dar suporte a 850 mil famílias no país. Mensalmente, cada domicílio elegível para o benefício receberá até €1.015 (o equivalente a R$6.121, na cotação de 10 de julho de 2020), a depender do tamanho da unidade familiar e dos rendimentos atuais.

Para ter direito ao pagamento da chamada Renda Mínima Vital, é preciso estar em situação de vulnerabilidade econômica, com patrimônio e renda abaixo de um limite estipulado pelo governo. Por meio do programa, o Estado vai completar esse valor, que varia a depender do tamanho da família.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.