Os vetos de Bolsonaro à lei de proteção de indígenas e quilombolas

Presidente derruba itens que obrigavam governo federal a realizar ações em prol da saúde de populações vulneráveis, incluindo fornecimento de água potável, cestas básicas e equipamentos hospitalares

Jair Bolsonaro vetou na quarta-feira (8) uma série de medidas destinadas à saúde de povos indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais durante a pandemia do novo coronavírus.

O presidente vetou 16 itens de um projeto de lei aprovado pelo Senado em 16 de junho de 2020. Os vetos ainda podem ser derrubados pelos parlamentares.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.