Por que Paraisópolis se destaca no combate ao coronavírus

Moradores de comunidade da zona sul da capital paulista vem implementando desde março estratégia bem sucedida de enfrentamento da crise de saúde

    A reação à pandemia de covid-19 tem sido mais eficaz em territórios precários do município de São Paulo que dispõem de uma organização comunitária maior do que a média do município. É o que mostra um levantamento divulgado em 23 de junho pelo Instituto Pólis, organização da sociedade civil voltada ao direito à cidade.

    A análise indica como caso exemplar a comunidade de Paraisópolis, localizada na zona sul. De acordo com o instituto, o local apresentava em 18 de maio uma taxa de mortalidade por covid-19 de 21,7 pessoas por 100 mil habitantes. O índice ficou abaixo da média municipal (56,2) e de outros distritos vulneráveis, como Pari (127), Brás (105,9) e Brasilândia (78).

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.