A mobilização dos entregadores de app durante a covid-19

Trabalhadores marcam greve nacional. Secretaria de Saúde do estado de São Paulo determina que plataformas devem fornecer kits de higienização e máscaras, entre outros itens

Empresas de aplicativos como Rappi e iFood agora serão obrigadas a fornecer kits de higienização para as mãos e equipamentos de trabalho e máscaras para seus entregadores no estado de São Paulo. A determinação é de uma portaria do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde, publicada em 11 de junho. Seu propósito é melhorar a proteção dos trabalhadores frente ao novo coronavírus.

Os kits de higienização devem conter soluções com água e sabão, álcool em gel 70% e toalhas de papel. Máscaras faciais em número suficiente para serem trocadas a cada três horas também devem ser oferecidas. As empresas também serão obrigadas a orientar os profissionais a respeito do uso e descarte correto do kit e das máscaras.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.