A onda de processos movidos por vítimas da pandemia na Itália

Parentes de mortos pela covid-19 vão à Justiça para acusar políticos de omissão e denunciar erros médicos no auge da crise que deixou 34 mil mortos no país

    Milhares de parentes de vítimas da covid-19 estão movendo processos coletivos contra políticos, médicos e outros profissionais de saúde da Itália acusados de erros, maus tratos e negligência durante a pandemia que, até sábado (13), havia deixado mais de 34 mil mortos e 236 mil contaminados no país.

    O coletivo chamado “Noi Denunceremo” (Nós Denunciaremos) foi fundado no dia 22 de março, como uma página no Facebook. Naquele momento, a Itália já era a recordista mundial em número de mortos, com 6.077 vítimas fatais da doença.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.