Por que indígenas acusam o governo de subnotificar a covid-19

Método de contagem criado pelo governo federal não inclui pessoas que vivem nas áreas urbanas. Povos tradicionais estão entre os mais afetados pela doença no país

A Apib (Articulação de Povos Indígenas do Brasil), uma das maiores representantes dos povos tradicionais do país, afirma que o governo federal subnotifica os casos de indígenas com covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, e assim prejudica as políticas de saúde voltadas a essas populações.

A organização tem um sistema particular de contagem da covid-19 entre indígenas e apresenta números maiores que a estatística oficial, feita pela Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), vinculada ao Ministério da Saúde. A Sesai é responsável por gerenciar um sistema especializado de saúde indígena no interior do SUS.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.