A proximidade de canais de TV católicos com o governo

Emissoras pedem mais recursos federais e oferecem cobertura positiva das ações do governo. CNBB repudia a negociação

    Representantes de veículos de inspiração católica foram negociar com o presidente Jair Bolsonaro e parlamentares. Em videoconferência no dia 21 de maio, emissoras de rádio e TV pediram ao presidente apoio financeiro e nos trâmites de regulação. Algumas garantiram comunicar “a boa notícia”, com valores alinhados aos do presidente, como afirmou João Monteiro de Barros Neto, dono da Rede Vida.

    “Nós somos uma potência, queremos estar nos lares e ajudar a construir esse Brasil. E, mais do que nunca, o senhor [presidente Bolsonaro] sabe o peso que isso tem, quando se tem uma mídia negativa. E nós queremos estar juntos”

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.