Pandemia nas Américas: precariedade e descoordenação

Região mais afetada do mundo pela covid-19 é também a que tem acesso mais precário às redes de saúde, além de falta de políticas conjuntas entre países

Dois indicadores trágicos assolam a América Latina na pandemia do novo coronavírus: um alto número de casos de contaminação e uma rede precária de assistência em saúde.

Outras regiões também são tocadas por esses problemas, mas não de forma conjunta, nem com a mesma intensidade dos latino-americanos. A África, por exemplo tem uma rede de saúde precária, porém o número de casos ainda é baixo no continente.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.