Desprezo, fake news e afronta: Elon Musk na pandemia

Bilionário desafia autoridades e reabre fábrica da Tesla após dois meses minimizando a gravidade do novo coronavírus e se posicionando contra a quarentena

    O bilionário Elon Musk, CEO da empresa de automóveis Tesla, tem atraído holofotes em meio à pandemia do novo coronavírus. E não apenas por ter nomeado seu filho recém-nascido, que teve com a cantora Grimes, de X Æ A-12 – o que pode ser impedido pela lei do estado da Califórnia.

    Desde os primeiros avanços do vírus nos EUA, o chefe executivo da fabricante de carros elétricos demonstrou ceticismo e desprezo para com os possíveis riscos relacionados à covid-19, doença que já matou centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo. Além disso, Musk tem resistido a ordens do poder público que visam a contenção da pandemia, a ponto de desafiar o governo da Califórnia e reabrir a fábrica da Tesla em meio à quarentena.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.