Por que as mortes dentro de casa aumentaram em meio à pandemia

Nos dois meses seguintes ao primeiro caso de covid-19 registrado no Brasil, país teve 15% mais óbitos domiciliares em relação ao mesmo período de 2019

Desde o anúncio do primeiro caso de um infectado pelo novo coronavírus no Brasil, as mortes de pessoas dentro de casa no país aumentaram 14,6% em relação a 2019. De 26 de fevereiro, quando foi confirmada a primeira contaminação pelo vírus em São Paulo, a 26 de abril, data do último dado consolidado, os cartórios brasileiros registraram 4.552 óbitos domiciliares a mais do que no mesmo período do ano passado, segundo informações do Portal da Transparência do Registro Civil.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.