Como a pandemia interrompeu 10 anos de crescimento dos EUA

País cresceu por uma década consecutiva a taxas consistentes. Economia sustentada em consumo e endividamento deve ser profundamente abalada em 2020

    Os EUA são um dos principais locais atingidos pela pandemia do novo coronavírus em 2020. Na quarta-feira (8), o país registrou 2.000 mortes pela covid-19 em 24 horas. A cidade de Nova York, epicentro da epidemia no país, foi responsável por quase metade das mortes nacionais até o início de abril.

    Os poderes públicos nos EUA têm se mobilizado para tentar controlar a disseminação da doença. Medidas de restrição à circulação foram determinadas para cerca de 97% da população, com intensidade que varia de acordo com o estado. Mesmo assim, a Casa Branca projeta entre 100 mil e 240 mil mortes pelo novo coronavírus em 2020, com pico ocorrendo em meados de abril.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.