A acusação contra os EUA de prática de ‘pirataria moderna’

Franceses, alemães e brasileiros dizem que governo americano desvia cargas médicas usadas para combater o novo coronavírus

    No mesmo dia 3 de abril, três gigantescas encomendas de material médico feitas junto à China por governos da Alemanha, da França e do Brasil foram retidas em diferentes pontos do mundo, antes de chegarem a seus destinos finais.

    Em todos esses casos, os países compradores acusaram os EUA de desviarem as cargas, num ato agressivo de disputa comercial, chamado pelos alemães de “pirataria moderna”, pelos franceses de “caça ao tesouro” e pelos brasileiros de “mega corrida” e de “capitalismo selvagem”.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.