Como um grupo de ministros isola o discurso de Bolsonaro

Por meio de Braga Netto, chefe da Casa Civil , ala militar cria bloco apoiado por Sergio Moro e Paulo Guedes para sustentar medidas de Luiz Henrique Mandetta. Enquanto isso, presidente expõe publicamente sua insatisfação

    Num sinal de isolamento do presidente Jair Bolsonaro dentro do próprio governo, a ala militar liderada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, assumiu neste início de abril — num bloco com os ministros Sergio Moro (Justiça) e Paulo Guedes (Economia) — a defesa das medidas de quarentena recomendadas pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no combate à pandemia do novo coronavírus.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.