Como ajudar setores vulneráveis durante a pandemia

Em meio à crise do novo coronavírus, o ‘Nexo’ reuniu iniciativas que recebem doações e oferecem apoio a entidades de saúde, populações de periferia, pessoas em situação de rua e pequenos negócios

    Conforme a pandemia do novo coronavírus avança no Brasil, com 201 mortos e 5.717 casos registrados até a terça-feira (31), cresce a urgência de se criar soluções para ampliar a capacidade do sistema de saúde, garantir a segurança e o sustento de populações vulneráveis e fortalecer os pequenos comércios.

    São setores que enfrentam uma situação especialmente crítica diante da disseminação do vírus e da necessidade de ações de distanciamento social para conter a transmissão. Medidas para aumentar a liquidez na economia e a aprovação de uma renda básica emergencial fazem parte da estratégia governamental para mitigar esses efeitos no Brasil. Mas em paralelo a isso – e enquanto a ajuda oficial não chega – a sociedade civil tem criado seus próprios meios de ajudar.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.