6 apps para se encontrar com os amigos a distância

O ‘Nexo’ apresenta uma lista de aplicativos que podem fomentar a vida social em meio à quarentena do coronavírus

    A pandemia do novo coronavírus criou uma nova conjuntura global: para uma parcela significativa do planeta, o momento atual é de isolamento social, um período em que deve-se ficar em casa, saindo para as ruas apenas para o essencial.

    O isolamento social é uma medida de contenção das contaminações, já que o vírus é facilmente transmissível. Um alto número de infecções num curto espaço de tempo pode sobrecarregar sistemas de saúde.

    Um dos efeitos colaterais do isolamento social, porém, é a solidão. Para driblá-la, o Nexo apresenta seis aplicativos que podem ser usados para organizar reuniões sociais entre amigos e colegas.

    O popular WhatsApp

    O app mais baixado das lojas de aplicativos do Brasil pode ser usado como uma forma de se encontrar com os amigos à distância.

    O WhatsApp pode ser baixado gratuitamente clicando aqui.

    Nas conversas individuais, o WhatsApp permite chamadas por voz e por vídeo. Essa funcionalidade também está presente em grupos de até quatro pessoas, com as chamadas sendo notificadas a todos os participantes.

    A vantagem de ser usar o WhatsApp é que, dada sua alta popularidade, uma parte significativa das pessoas já é familiar com o aplicativo e sabe como usá-lo. A desvantagem é que as chamadas de grupos se limitam a no máximo quatro pessoas.

    Os tradicionais Hangouts do Google

    O Hangouts, do Google, funciona de maneira similar ao Skype, da Microsoft. No app, o usuário pode criar uma sala de conversa e compartilhar o link com os amigos, que entram no ambiente virtual. Lá, cada um escolhe se prefere conversar com os participantes usando a câmera de vídeo ou apenas a voz.

    O Hangouts pode ser baixado gratuitamente clicando aqui.

    A vantagem do Hangouts é que até 10 pessoas podem participar das chamadas, mais do que o dobro permitido pelo WhatsApp. A desvantagem é que o app não é tão usado no cotidiano e algumas pessoas podem ter dificuldade em se familiarizar com ele.

    O crescente Zoom

    No mês de março, com o início do isolamento social, o aplicativo Zoom registrou 12 vezes mais downloads mundialmente do que a média mensal registrada desde o lançamento do app em 2011.

    Para baixar o Zoom, clique aqui.

    O Zoom funciona de maneira similar ao Hangouts, com um usuário criando uma sala de conversa e compartilhando o link de convite com os outros participantes, que podem participar com vídeo e voz.

    Normalmente, o Zoom é usado para reuniões empresariais, mas também pode servir em encontros sociais.

    A vantagem do Zoom é que até 100 pessoas podem participar. A desvantagem, é que a versão gratuita do aplicativo permite reuniões de no máximo 40 minutos. Os planos pagos do app começam em US$ 14,99.

    Encontro e jogo no Houseparty

    Lançado em 2016, o Houseparty funciona de maneira similar ao Zoom e ao Hangouts, promovendo o encontro entre pessoas numa sala de conversa virtual com imagens.

    Para baixar o Houseparty, clique aqui.

    A diferença do Houseparty em relação aos outros é que o app traz uma série de games que podem ser jogados durante a conversa. Na lista estão um jogo de perguntas e respostas e “QuickDraw”, que segue os moldes do clássico “Imagem & ação”, no qual um jogador desenha e os outros precisam adivinhar o que está sendo desenhado.

    A vantagem do Houseparty é a presença dos jogos. Sua desvantagem é que no máximo oito pessoas podem participar da conversa, um número maior que o do WhatsApp, mas menor do que o Hangouts ou o Zoom.

    Na segunda-feira (30), usuários do Houseparty afirmaram que foram hackeados por meio do aplicativo e tiveram contas de serviços como Netflix e Spotify comprometidas.

    Em comunicado oficial, a Epic Games, dona do app, disse que não encontrou evidências de comprometimento da segurança do aplicativo, recomendando que os usuários não usem uma mesma senha para múltiplas plataformas.

    Filmes e séries no Netflix Party

    O aplicativo, que está disponível apenas para a versão de computador do navegador Google Chrome, permite que o usuário organize uma “festa” virtual para assistir a filmes e séries na Netflix.

    O Netflix Party pode ser baixado gratuitamente clicando aqui.

    Ao instalar o app e fazer login no serviço de streaming, o usuário pode criar uma sala virtual, enviando o link aos participantes.

    Com tudo organizado, a tela dos participantes ficará sincronizada no título escolhido, com todos assistindo ao filme ou a série juntos, mesmo separados fisicamente.

    A vantagem do Netflix Party é permitir a sincronização de tela. A desvantagem é a interação limitada, que se dá por meio de uma janela de chat na lateral da tela. Caso os participantes queiram interagir com voz ou vídeo, é necessário o uso de um segundo aplicativo, como o Hangouts ou o WhatsApp.

    O simulador Tabletop Simulator

    Tabletop Simulator é um jogo para se jogar outros jogos. Disponível para computador, ele reúne, em um único lugar, jogos de tabuleiro como “Banco imobiliário”, “War” e “Uno”, permitindo encontros virtuais com os amigos.

    Além de trazer uma grande variedade de jogos já prontos, o usuário também pode usar ferramentas para criar o próprio game.

    Tabletop Simulator é vendido na plataforma Steam por R$ 36,99 e você pode encontrá-lo clicando aqui.

    A vantagem do Tabletop Simulator é que há milhares de possibilidades de jogos diferentes – dos mais tradicionais aos mais inusitados. A desvantagem é que, para usá-lo, os participantes precisam ter alguma familiaridade com a linguagem de videogames para computador.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante? x

    Entre aqui

    Continue sua leitura

    Inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: