O isolamento vertical defendido por Bolsonaro sob análise 

Na contramão do resto do mundo, presidente cita abordagem que isola apenas grupos de risco. O ‘Nexo’ falou com dois virologistas sobre a estratégia, que já foi descartada no Reino Unido

    O presidente Jair Bolsonaro defendeu o “isolamento vertical” como estratégia de enfrentamento do novo coronavírus. Diferentemente da estratégia de isolamento total, pregada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e amplamente adotada em dezenas de países atingidos pela doença, essa abordagem propõe isolar apenas pessoas pertencentes aos grupos mais vulneráveis diante da covid-19.

    Conversei por alto com [o ministro da Saúde Luiz Henrique] Mandetta (...) A orientação vai ser o vertical daqui para frente. Vou conversar com ele e tomar a decisão. Não escreva que já decidi, não. Vou conversar com Mandetta, disse Bolsonaro na frente do Palácio da Alvorada, à imprensa, nesta quarta-feira (25).

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.