Com tempo em casa? Estes cursos online são de graça

Universidades, escolas livres e plataformas de streaming oferecem conteúdos dos mais diversos temas para quem quer estudar em tempos de distanciamento social

A fim de evitar a disseminação do novo coronavírus, autoridades sanitárias têm recomendado que as pessoas fiquem em casa. Para quem quiser aproveitar esse tempo para colocar os conhecimentos em dia, universidades e plataformas de streaming oferecem cursos gratuitos pela internet.

Qualquer um que tenha interesse pode se cadastrar ou se inscrever nas plataformas online para aprender os mais diversos conteúdos. A seguir, o Nexo fez um apanhado de alguns cursos que podem ser acessados de forma gratuita.

Universidades

Instituições de ensino brasileiras e estrangeiras têm o costume de apresentar cursos abertos para toda a população anualmente. Algumas delas têm plataformas próprias nas quais o usuário pode conferir todas as opções, que já eram disponíveis antes mesmo da disseminação do coronavírus.

É o caso da Universidade Yale, que oferece gravações de aulas de história afro-americana, química orgânica, mercados financeiros e até uma sobre o “Don Quixote” do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Basta entrar na plataforma, escolher um dos 40 cursos e apertar o play. Os vídeos estão em inglês com legenda na mesma língua. Não são oferecidos certificados.

O MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) também segue um esquema similar. Gravações de aulas de 40 áreas diferentes, como engenharia mecânica, ciência política e estudos de gênero e da mulher. A plataforma permite ver os cursos que foram adicionados recentemente, os mais vistos e o acervo da biblioteca pública da universidade. São vídeos em inglês com legenda na mesma língua. Não são oferecidos certificados.

No Brasil, a USP (Universidade de São Paulo) também tem a própria plataforma com vídeos disponíveis para várias fases de formação. São aulas de graduação, pós-graduação, ensino médio e cultura e extensão. O site também destaca as aulas mais procuradas e as adicionadas recentemente. Algumas delas inclusive incluídas por conta da pandemia do coronavírus. Não é oferecido certificado.

A UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) é outra que oferece 55 cursos de áreas variadas em sua plataforma. Há aulas para conhecer o setor de games no Brasil, poesia grega, equilíbrio químico e até teoria e prática de karate-do. Basta se inscrever no site, confirmar um link no email, e pronto. É possível gerar um certificado caso o usuário atinja uma nota mínima em todas as atividades exigidas.

Outras universidades oferecem cursos mais específicos para as respectivas áreas de atuação. A FGV (Fundação Getulio Vargas) liberou 55 cursos com certificado em finanças, gestão, direito, marketing, entre outras. A Unesp (Universidade Estadual Paulista) já disponibiliza aulas de escrita em inglês. E a ESAF (Escola de Administração Fazendária), vinculada ao Ministério da Fazenda, dispõe de 85 cursos com certificado em educação, governança, orçamento, políticas públicas, entre outros. Nos três casos, basta se inscrever em cada plataforma.

Sebrae e Senai

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) oferece mais de 100 cursos gratuitos para ajudar a população a montar e administrar seus próprios negócios. No site, há aulas de planejamento, empreendedorismo, inovação, mercado e vendas, entre outras. Todas com certificado.

O Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) disponibilizou 12 cursos gratuitos com certificado na tentativa de capacitar profissionais para o mercado de trabalho. Entre algumas das disciplinas ofertadas estão desenho arquitetônico, educação ambiental, lógica de programação e propriedade intelectual.

Os cursos já eram disponibilizados antes do surto de coronavírus. Em ambos os casos, basta se cadastrar no site de cada entidade, e começar a estudar.

Streamings de educação

Com o advento do streaming, surgiram diversas plataformas voltadas para o ensino à distância. Tal como um Netflix, elas costumam permitir um período de teste antes de começar a cobrar mensalidade. Diante da pandemia de coronavírus, empresas estão liberando acesso para estudantes afetados com a paralisação das aulas. Em alguns casos, a navegação é livre e sem restrições.

O edX é uma plataforma fundada pelo MIT e Universidade Harvard, e conta com contribuições de algumas das melhores instituições do mundo. São mais de 2.400 cursos gratuitos oferecidos em inglês por universidades de várias partes do mundo, basta fazer o cadastro. Caso o aluno queira receber um certificado, é cobrado uma contribuição em dólares. De outro modo, o acesso é irrestrito.

Qualquer aluno de qualquer universidade do mundo que teve as aulas interrompidas pelo coronavírus pode acessar mais de 3.800 cursos disponíveis na plataforma Coursera. Basta completar um formulário com a instituição de estudo e aguardar o retorno. São aulas de todas as áreas do conhecimento com certificado produzidas por empresas, como IBM, Google e Intel, e universidades de ponta, como Yale, Duke e California Institute of the Arts. A maior parte das aulas estão apenas em inglês, mas há cursos em espanhol.

Outra plataforma a liberar suas produções por 30 dias desde 18 de março é a brasileira Casa do Saber. São cursos de literatura, filosofia, relações internacionais, psicologia e várias outras áreas.

Streamings de áreas mais específicas

Na onda dos streamings, há também aqueles com conteúdos para quem já conhece um pouco do assunto tratado ou precisa de um treinamento específico para atingir um objetivo. Todos abaixo oferecem conteúdos em português liberados depois das recomendações de quarentena.

O Stoodi é uma plataforma de videoaulas, exercícios, resumos e plano de estudo para quem prestará os vestibulares brasileiros: um cursinho virtual. Todo material está livre por 30 dias desde 13 de março, e permanecerá assim se o distanciamento social for mantido.

Já a Notorium Play oferece conteúdos jurídicos, como palestras, séries e entrevistas. Por causa do coronavírus, qualquer usuário terá um mês de acesso gratuito a partir do momento que se cadastrar.

O Olhar de Cinema, festival de cinema que acontece anualmente em Curitiba, tem uma plataforma com masterclasses e cursos sobre o mercado audiovisual e criação de projetos. Ela também terá um mês de acesso gratuito depois que o usuário se cadastrar.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante? x

Entre aqui

Continue sua leitura

Inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: