Como refugiados viram moeda de troca entre a Turquia e a Europa

Em busca de dinheiro e apoio militar, presidente turco abre fronteira com a Grécia e ameaça reeditar onda migratória de 2015. Polícia grega recebe estrangeiros com munição letal e disparos contra embarcações

    Pelo menos 24 mil imigrantes tentaram cruzar a fronteira da Turquia com a Grécia entre sábado (29) e terça-feira (3), depois que o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ameaçou mandar para a Europa os 3,7 milhões de refugiados que seu país abriga.

    Desde então, a polícia grega vem repelindo imigrantes na fronteira com a Turquia, com disparos de balas de borracha e de munição letal, além de lançar bombas de gás lacrimogêneo. A guarda-costeira foi filmada usando lanças para furar e afundar botes de imigrantes, além de disparar contra embarcações que se aproximam da costa da Grécia em busca de ajuda.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.