O que é minipúblico. E como ele mexe na agenda de governos

Assembleia de cidadãos sobre coleta de lixo resultou em propostas de políticas públicas em Fortaleza. Iniciativas do tipo podem aproximar pessoas da política em um contexto de desconfiança das instituições

    A prefeitura de Fortaleza anunciou, na quinta-feira (5), que deve investir em um pacote de políticas públicas para coleta de lixo que não foi elaborado por assessores ou servidores do governo, mas por um grupo de cidadãos comuns que moram na cidade. Eles se reuniram algumas vezes para discutir o tema e, há poucos meses, entregaram suas ideias à prefeitura.

    A formação do grupo, que ficou conhecido como conselho cidadão, faz parte de um projeto de democracia deliberativa feito pelo governo de Fortaleza ao lado de organizações da sociedade civil e com apoio da ONU (Organização das Nações Unidas). A prefeitura reuniu 40 moradores para pensar o que a cidade poderia fazer para resolver os desafios do descarte de resíduos sólidos.

    Junte-se ao Nexo!

    Fique informado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    Você pode cancelar quando quiser sem dificuldades

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.