Coronavírus: o possível impacto de adiar a Olimpíada de Tóquio 

Governo japonês considera realizar evento até o fim do ano, e não em julho, por causa de epidemia da doença. COI descarta ideia 

O governo do Japão afirmou que considera adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio, previstos para acontecer entre 24 de julho e 9 de agosto. Em declaração dada nesta terça-feira (3), a ministra da Olimpíada, Seiko Hashimoto, disse que a proposta seria adiar a realização do evento para o fim do ano.

Segundo a ministra, o contrato do país com o COI (Comitê Olímpico Internacional) prevê que os jogos têm de acontecer no ano de 2020. Na avaliação das autoridades japonesas, isso permite que o torneio aconteça alguns meses depois da data prevista.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.