Os elos do ex-capitão Adriano. E as pontas soltas de sua morte

Ex-integrante do Bope foi morto em operação policial na Bahia. Além de envolvimentos com bicheiros e milícias, seu nome é ligado às investigações de um esquema de corrupção no gabinete de Flávio Bolsonaro

    Adriano Nóbrega foi morto na madrugada do domingo (9) em uma operação realizada no município de Esplanada, na Bahia. O ex-capitão da Polícia Militar do Rio de Janeiro, de 43 anos, estava foragido desde janeiro de 2019.

    A operação policial que resultou na morte de Nóbrega contou com 40 agentes e foi comandada pela Polícia Militar da Bahia. Entre os policiais presentes, havia dois membros da Polícia Civil do Rio de Janeiro, órgão que liderava as buscas pelo foragido.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.