Qual o impacto de obras atrasadas para a mobilidade urbana

Auditoria do Tribunal de Contas da União aponta que 4 de cada 10 obras de transporte do PAC estão atrasadas. Especialistas ouvidos pelo ‘Nexo’ apontam os principais efeitos do atraso para a população das cidades

    Quatro em cada dez obras de mobilidade urbana financiadas pelo PAC (Programa de Aceleração de Crescimento) estão atrasadas, segundo uma auditoria realizada pelo TCU (Tribunal de Contas da União) com base em diferentes bancos de dados. De acordo com o documento, de janeiro de 2019, dos 38 projetos financiados com R$ 37 bilhões em recursos federais, 17 não foram concluídos no prazo previsto de dezembro de 2018.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.