O ativismo social e feminista da ex-ministra Nilcea Freire

Ex-titular da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres e ex-reitora da Uerj morreu no Rio de Janeiro em decorrência de um câncer

    A médica, professora e pesquisadora Nilcea Freire morreu no sábado (28), aos 66 anos, no Rio de Janeiro, em decorrência de um câncer. Ela deixa dois filhos e três netas.

    Ativista social e feminista, ela foi reitora da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres no governo Luiz Inácio Lula da Silva.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.