Fundo eleitoral: como deverá ser a campanha em 2020

Parlamentares aprovaram R$ 2 bilhões para financiar partidos nas eleições municipais. O ‘Nexo’ conversou com o economista Bruno Carazza sobre o que isso significa para o pleito

    O Congresso aprovou na quarta-feira (17) o orçamento público para 2020, com valor total de R$ 3,6 trilhões. O texto destina R$ 2 bilhões para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, o chamado fundo eleitoral, que será usado para financiar as campanhas dos partidos nas eleições municipais de 2020.

    O valor aprovado representa um aumento de 18% em relação a 2018, quando o fundo era de R$1,7 bilhão. O valor pleiteado pelos parlamentares desde julho, entretanto, era bem maior. Na primeira semana de dezembro, a Comissão Mista de Orçamento aprovou o repasse de R$ 3,8 bilhões para o fundo.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.