Ir direto ao conteúdo

Como um estilista do século 19 imaginava a moda do século 20

Britânico publicou texto em 1893 imaginando as roupas do centênio seguinte como um retorno ao estilo do século 15

    Temas

    O estilista britânico W. Cade Gall publicou, em junho de 1893, um texto na revista Strand no qual imaginava como seria a moda do século 20. O artigo foi recuperado na íntegra pelo site americano Forgotten Futures, e disponibilizado gratuitamente.

    Gall, que nunca ganhou muita projeção no mundo da moda, imaginava que as roupas do século 20 seriam heterogêneas, com uma explosão de cores e estilos diferentes, se aproximando dos trajes que um dia foram usados na Europa do século 15.

    Para Gall, a bizarrice e a histeria seriam os nortes para a confecção de roupas no século 20. “O século 17 é famoso pelo marrom, o 18 pelo amarelo, o 19 chamamos de século do preto. Me perguntaram qual é minha opinião sobre o século 20. Ele vai ser heterogêneo. Veremos a apoteose das cores”, escreveu o estilista.

    A verdadeira moda do século 20

    Gall acertou em um comentário que fez no texto: de que a moda do século 20 seria marcada por ondas de tendências que viriam e passariam em ciclos.

    A 2ª Revolução Industrial deu à indústria da moda as tecnologias necessárias para a reprodução em massa de roupas, o que barateou o custo de produção e, consequentemente, de venda final no varejo.

    A partir dos anos 1950, as ondas de tendências se tornaram mais evidentes, com a moda jovem norteando a indústria como um todo, das jaquetas de couro imortalizadas no cinema por James Dean às roupas surradas dos anos 1990, popularizadas pelas bandas de rock grunge.

    O britânico do século 19 acertou também em dizer que a moda do século 20 seria heterogênea em termos de cores. Isso fica evidente nas roupas da década de 1980, com sua extravagância de tons e tecidos diferentes.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!