O vídeo que mostra Berlim dois meses depois do fim da 2�� Guerra

Imagens, remasterizadas e colorizadas, foram registradas em julho de 1945, pouco após o suicídio de Adolf Hitler e a rendição das tropas nazistas

Temas

O canal de TV alemão Berlin Channel produziu, em 2015, um documentário sobre a incursão Aliada e a derrota dos nazistas na 2ª Guerra Mundial.

Um dos trechos do documentário mostra a vida em Berlim em julho de 1945, cerca de dois meses depois do suicídio de Adolf Hitler, em 30 de abril; e da rendição dos nazistas, cerca de uma semana depois. As cenas, que foram remasterizadas e colorizadas, foram disponibilizadas gratuitamente no YouTube.

Clique aqui para assistir ao vídeo.

Histórico

A 2ª Guerra Mundial teve seu fim após uma confluência de fatores. As forças Aliadas, que tinham a França, a Inglaterra e os EUA como grandes potências, avançaram contra os exércitos do Eixo, liderados pela Alemanha, Itália e Japão.

Em março de 1945, as tropas da União Soviética, alinhadas com os Aliados, tomaram a cidade de Viena, na Áustria, e nas semanas seguintes, o bloco recuperou diversas cidades dominadas pelos nazistas.

No mês seguinte, em 28 de abril, a Resistência italiana matou, a tiros, o ditador Benito Mussolini, causando a dissolução do Partido Fascista Republicano. No dia seguinte, as forças alemãs na Itália se renderam.

Cercado pelos soviéticos em Berlim e temendo um destino similar ao de Mussolini, Adolf Hitler cometeu suicídio em seu bunker no dia 30 de abril de 1945. Nos dias 7 e 8 de maio, cerca de uma semana depois da morte do ditador, as tropas nazistas se renderam, encerrando a parte europeia da 2ª Guerra Mundial.

Apesar disso, os combates no oceano Pacífico continuavam a todo vapor. A derrota dos exércitos japoneses só aconteceu em agosto, quando os americanos bombardearam as cidades de Hiroshima e Nagasaki com ogivas nucleares, matando cerca de 220 mil pessoas, entre soldados e civis, e garantindo a vitória dos Aliados.

Depois do fim oficial da guerra, a Alemanha foi dividida em dois blocos, um ocupado pelos aliados, americanos à frente, e outro ocupado pela União Soviética. A divisão deu início à Guerra Fria, uma série de conflitos indiretos e disputas estratégicas entre as potências capitalistas (EUA) e comunistas (União Soviética), algo que se estendeu até 1991.

Como é feita a remasterização e colorização

Antigamente, os filmes e vídeos eram gravados em longas películas feitas a base de celulose, que contavam com um material fotossensível que permitia que as imagens fossem registradas. O processo de remasterização e colorização começa com o escaneamento das películas, permitindo que elas sejam manejadas em computadores.

Os filmes nada mais são do que uma série de imagens estáticas que, se reproduzidas em sequência e em uma determinada velocidade, dão ao espectador a ilusão de movimento.

Com o filme digitalizado, os profissionais usam programas digitais específicos para remover as imperfeições presentes na gravação original, dando um aspecto mais limpo para a imagem, e para colorir as cenas.

O processo é feito quadro a quadro. A princípio, isso tinha de ser feito manualmente, mas novas tecnologias permitem o estabelecimento de certos parâmetros para que a tarefa seja automatizada em boa parte, com os profissionais se incumbindo de tomar as decisões criativas e avaliar os resultados.

Em 2018, o canal inglês BBC produziu um vídeo para mostrar como o cineasta Peter Jackson (“O senhor dos anéis”) produziu o documentário “They shall not grow old”, que apresenta filmagens da 1ª Guerra Mundial remasterizadas e coloridas.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: