Quais as causas e os tipos de queimadas na Amazônia

Estudo aponta para a relação entre incêndios e desmatamento na floresta, contrariando discurso oficial do governo sobre a crise de agosto de 2019

Ao contrário do que afirmou o governo federal em agosto de 2019, os incêndios na Amazônia que desencadearam uma crise internacional naquele mês foram acentuadamente mais altos que em anos anteriores, aponta um estudo divulgado na sexta-feira (15) na revista científica Global Change Biology.

Além disso, existem fortes evidências de que o aumento do fogo está relacionado à alta do desmatamento, afirma a pesquisa. Antes, integrantes do governo haviam atribuído as queimadas ao período de seca na floresta, a práticas de limpeza de pasto na agricultura e, em um caso, a supostos costumes de povos indígenas.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.