Ir direto ao conteúdo

Um mapa interativo com as disputas territoriais pelo mundo

Lançado em 2015, ‘A world of disputed territories’ mostra onde há conflitos em torno de fronteiras

O debate em torno das fronteiras entre países é um tema importante da política internacional. A América Latina é uma das regiões que mais recorrem à Corte de Haia para tratar desse assunto, mas atualmente não é palco de disputas violentas por esse motivo.

O último conflito armado internacional na região ocorreu entre os meses de janeiro e fevereiro de 1995, entre Peru e Equador, justamente por uma divergência de fronteira, em um trecho conhecido como Cordilheira do Condor.

Mundialmente, no entanto, há ainda hoje disputas por territórios no âmbito da política, algumas mais acirradas, outras de baixa intensidade. Lançado em 2015, o mapa “A world of disputed territories” elenca essas disputas da região e centenas de outras ao redor do mundo.

Clicando em cada país, o mapa destaca qual território está em disputa. Todos os territórios envolvidos em disputas são coloridos em vermelho. Após selecioná-los, o mapa mostra, em azul, outros países envolvidos na disputa e, em amarelo, os territórios em questão.

Clicando no Brasil, por exemplo, o mapa destaca que o país disputa com o Uruguai um território chamado “Ilha Brasileira”, localizada no Rio Quaraí, na fronteira do Rio Grande do Sul com Uruguai e Argentina.

Essa disputa ocorre há mais de um século, mas não é um importante ponto de tensão entre os dois países. O último habitante do local foi o agricultor José Jorge Daniel, que se considerava brasileiro e morreu em 2011.

Outra disputa importante na América Latina envolve o Corredor do Atacama, região disputada entre Chile e Bolívia. Segundo o site, a disputa se origina de negociações bilaterais que ocorreram nas décadas de 1950 e 1970 entre os dois países.

A Bolívia afirma que o Chile prometera ceder parte de seu território, dando ao país acesso ao mar. O Chile não reconhece essa demanda, mas permite o tráfego de mercadoria boliviana por seu território.

O mapa foi desenvolvido por Max Galka, empresário americano que é professor de design na Universidade da Pensilvânia e escreve sobre dados e urbanismo no jornal britânico The Guardian.

Os dados vêm da Wikipédia, do banco de dados públicos colaborativo Natural Earth e do CIA World Factbook, um banco de dados mantido pelo serviço secreto dos Estados Unidos.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!