A queda da renda dos jovens na crise, segundo este estudo

Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas aponta que rendimento de quem tem entre 15 e 29 anos caiu mais do que o restante. Fenômeno também foi registrado no índice de desigualdade

    Um estudo publicado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) em 5 de novembro de 2019 mostra que os jovens foram os mais afetados pela crise brasileira, em termos de renda. O estudo, que é parte do projeto Atlas das Juventudes, foi conduzido pelo economista Marcelo Neri e se baseia nos dados da Pnad Contínua, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

    A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) abrange um grupo representativo da população brasileira. A cada três meses, ela visita 211 mil domicílios por todo o território nacional, levando em conta localização e classe social, e coleta dados sobre trabalho, renda, entre outros. Por se tratar de uma amostra representativa, ela não engloba aqueles cuja renda está muito distante da realidade média brasileira.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.