Lula solto: quais os momentos centrais de um caso inacabado

Ex-presidente deixa carceragem da Polícia Federal em Curitiba e fala de ‘lado podre’ da Justiça e do Ministério Público. Relembre os fatos mais relevantes que marcam o processo do tríplex e veja o que ainda está por vir

     

    Um ano e sete meses depois de ser preso pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou nesta sexta-feira (8) a carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

    No dia anterior, o Supremo Tribunal Federal havia decidido que condenados podem agora responder em liberdade até que todos os recursos sejam esgotados. No jargão jurídico, até que o processo transite em julgado.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.