Quem é a escritora italiana que influenciou Elena Ferrante

Elsa Morante foi uma das autoras mais importantes da Itália no século 20 e ressurge nas livrarias em meio a um interesse renovado pela literatura do país

    Temas
    Foto: Wikimedia Commons
    Apesar de sua projeção na Itália, Morante esteve esquecida fora do país até ganhar novas edições recentes
     

    Nos anos que precedem a Segunda Guerra Mundial, um menino vive praticamente sozinho em um casarão decadente na ilha de Prócida, na baía de Nápoles, na Itália. Órfão de mãe, ele não frequenta a escola e passa os dias ao sabor das próprias vontades, perambulando ou lendo na companhia da cachorra Immacolatella. Sua principal atividade, verdadeiramente, é esperar pelo pai, que passa longos períodos viajando, e a quem ele idolatra.

    É esse o cenário apresentado ao leitor de “A Ilha de Arturo”, romance de 1957 da escritora italiana Elsa Morante (1912-1985), que ganhou uma nova edição brasileira em outubro de 2019 pela editora Carambaia.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.