Ir direto ao conteúdo

Como o senso de humor é fundamental para a saúde de um relacionamento

Pesquisador analisou o comportamento de 15 mil pessoas e concluiu que a afinidade do casal com relação àquilo que faz rir traz segurança e fortalece vínculos. E que piadas negativas podem revelar problemas

     

    Sorrir e rir são fenômenos que trazem diversos benefícios para a saúde. Isso acontece porque são liberados no cérebro neurotransmissores como a dopamina, a endorfina e a serotonina, substâncias que estão diretamente relacionadas à sensação de bem-estar.

    E uma das principais formas de sorrir ou gargalhar é por meio do humor. Para além da satisfação individual, pesquisadores da Universidade do Kansas, nos EUA, decidiram analisar qual é o impacto do humor nos relacionamentos.

    Eles analisaram o comportamento de cerca de 15 mil voluntários e descobriram que o humor é peça fundamental para a saúde de um relacionamento.

    O humor e a satisfação com o relacionamento

    O artigo foi publicado em 2017, e os estudos foram conduzidos por Jeffrey A. Hall, doutor em estudos da comunicação pela universidade americana.

    Hall dividiu o humor em dois grandes grupos: humor positivo e humor negativo. Como humor positivo são consideradas as piadas usadas para aliviar tensão, a habilidade de se contar histórias engraçadas e a presença de humor na hora de se solucionar problemas.

    Já o humor negativo envolve ataques pessoais em forma de piadas, o humor autodepreciativo e piadas feitas com temas sensíveis ou inapropriados.

    Por volta de 15 mil pessoas participaram do levantamento. Destas, 54,7% eram mulheres. No estudo, elas responderam a um questionário sobre a satisfação que sentem em seus relacionamentos e com o senso de humor de seus companheiros.

    Nas respostas afirmativas às perguntas que diziam respeito a formas de humor positivo, Hall descobriu que essa categoria traz bem-estar aos participantes em seus relacionamentos, pois é um sintoma de confiança e abertura emocional.

    Por outro lado, na seção que dizia respeito a humor negativo, os pesquisadores concluíram que suas manifestações revelam problemas presentes no relacionamento, como comportamento defensivo e o distanciamento emocional.

    No texto, o pesquisador conclui que “o bom humor entre parceiros românticos é um componente crucial no estabelecimento de vínculos e na construção de segurança dentro do relacionamento”.

    O riso compartilhado

    No artigo, Hall concluiu que, tão importante quanto o senso de humor numa relação, é fundamental que haja compatibilidade entre aquilo que os casais acham engraçado.

    “É bom ter humor. É melhor ver um senso de humor em seu companheiro. Melhor ainda é compartilhá-lo”, disse Hall ao blog da Universidade do Kansas.

    “Não se trata de ser um bom comediante, mas de compartilhar [o riso]”, afirmou. “Não importa se a risada vem de ‘Os Simpsons’, ou de coisas engraçadas que os filhos disseram, ou então das charges políticas da revista New Yorker. O importante é fazer isso em conjunto.”

    “Se vocês dois compartilham um senso de humor parecido, isso reafirma ambos enquanto indivíduos e reafirma o relacionamento por meio da risada”, continuou Hall.

    Além de ser um fator importante para a saúde de um relacionamento já estabelecido, Hall aponta que a afinidade de senso de humor também é ponto importante para a atração de companheiros em potencial.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!