Como o mercado impôs o plus size à Victoria’s Secret

Marca americana de lingerie foi resistente quanto a trabalhar com modelos de corpos mais diversos. Mas aparenta estar mudando de estratégia após queda nas vendas

     

    A marca americana de lingerie e produtos de beleza Victoria’s Secret anunciou em 4 de outubro uma parceria com a marca inglesa Bluebella, conhecida por suas campanhas publicitárias inclusivas, com mulheres de diferentes tipos de corpos.

    A parceria envolve o lançamento de uma coleção que tem como modelo Ali Tate-Cutler, a primeira de manequim 46 a trabalhar com a Victoria’s Secret.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.