Como o Ministério da Educação tenta reciclar o Escola sem Partido

Pasta enviou ofício às secretarias com orientações sobre como obter ‘ambiente de paz’ sem ‘doutrinação’. Ao 'Nexo', pesquisadora contesta conceito de bullying político usado por ministro

     

    O Ministério da Educação anunciou em 23 de setembro que encaminhou a todas as secretarias estaduais e municipais de ensino do país um ofício com orientações sobre como manter um ambiente escolar harmônico, sem “doutrinação” ou propaganda político-partidária.

    O documento tem propostas semelhantes ao Escola sem Partido, movimento defendido pela base eleitoral do presidente Jair Bolsonaro que denuncia uma pretensa “doutrinação ideológica” em sala de aula e propõe uma neutralidade política que favoreça valores familiares, religiosos e patrióticos nas escolas.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.