O que muda com a reforma eleitoral aprovada para 2020

O texto sofreu diversas alterações por pressão de grupos que viram privilégios inadequados a partidos. Mudança de regras é praxe em anos pré-eleitorais

     

    Em todo ano pré-eleitoral o Congresso Nacional discute mudanças de regras para as eleições seguintes. Isso porque a lei determina que, para valer, qualquer nova norma eleitoral precisa estar em vigor um ano antes da votação. As alterações podem ser profundas ou não, a depender do ano.

    Em 2019 não foi diferente. A Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (18) um projeto de lei com novas regras para a campanha de 2020 e para o funcionamento dos partidos como um todo. O placar foi de 252 votos a 150.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.